" A inquietude não deve ser negada, mas remetida para novos horizontes e se tornar nosso próprio horizonte."
Edgar Morin

sexta-feira, 19 de maio de 2017

O BRASIL NADA TEME

 
Gravíssimo  sim, o áudio... só de um presidente  receber um empresário investigado na sua Residência Oficial, "ao apagar das luzes"... ouvir, concordar, consentir comentários  de informações "privilegiadas"   sobre a Operação  lava-jato; vazar  taxa de juros de 1% do BC; comentar com empresário: "está  de olho nos dois né?" - juízes; se silenciar diante aliciamento de um Procurador; conceder solicitação  ao empresário em ter acesso ao ministro
Henrique Meirelles,
CADE, e outros.
É   estapafúrdio  e absurdo; uma imoralidade; uma conivência com a obstrução da justiça, consentimento...
Chegamos  até, perceber uma imponderável e "estranha" subserviência, impotência do Gestor do Executivo diante do empresário (o qual o tratava de você...fiz isto  e aquilo...procurei fuluno...e o Chefe do executivo em tudo concordava).
Uma Ofensa enfática e irreparável de um "presidente e chefe de Estado" à  República Brasileira. Renúncia? Cassação  da Chapa pelo TSE? Impeachment? Diretas ou indiretas? ..." HOJE" me
Limitei a  este comentário... pois sabemos que tem muito mais amanhã, depois e depois...para longas análises. Finalizo, com UMA intertextualidade   da assertiva Positivista (slogan governo Temer):
"ORDEM E PROGRESSO",  me permito: "PROGRESSO MORAL E ORDEM PÚBLICA"

OBSERVAÇÃO: FHC, Aécio &, Lula, Dilma& Cunha, Cabral, Eunício, Renan &, Maia & e o Congresso corrupto &... TODOS  deverão  responder seus crimes  perante o ordenamento constitucional, nas devidas instâncias julgadoras, sob os  títulos e artigos  do direito penal. Historiadora Juliane Gomide.