" A inquietude não deve ser negada, mas remetida para novos horizontes e se tornar nosso próprio horizonte."
Edgar Morin

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

A DÍVIDA PÚBLICA DEVE SER DICUTIDA EM PROFUNDIDADE PELO MAIOR NÚMERO DE PESSOAS





“A discussão da dívida pública foi incorporada ao repertório do cidadão comum, que passou a perceber os perigos contidos no descontrole das finanças públicas. O fato de as agências de avaliação de investimento e a grande imprensa darem destaque a essa variável contribuiu para que ela ganhasse relevo na agenda nacional, junto com o debate sobre o desenvolvimento sustentável e a justiça social. A política econômica, é vista muitas vezes, de forma equivocada, como seara exclusiva de ação do Poder Executivo. Ao contrário as grandes diretrizes das políticas monetária e fiscal constituem competências compartilhadas entre os Poderes instituídos pelo Estado e é assunto de ordem histórica, jurídica, sociológica, e outros, devendo haver uma desejável convergência de visões sobre elas. A dívida pública brasileira precisa ser discutida em profundidade e de forma acessível ao maior número de pessoas, pois só dessa forma poderão surgir soluções satisfatórias e duradouras".
Fonte: Dívida Pública Brasileira / relator
Deputado Félix Mendonça - Camara dos Deputados 2004


Estou concordante com o exposto acima pelo deputado...mas somente soluções satisfatórias? "Estrondoso" eufemismo na retórica do relator....A dívida pública deve não somente ser discutida pela sociedade, bem como tem a obrigação de reclamar por uma solução eficaz, justa, ética para que o lixo da pobreza e miserabilidade de seres humanos, que nelas adormecidos, não somente tenham a opção de trocar votos pelo programa bolsa família ou continarem se alimentando da corrupção implacável estabelecida nos bastidores dos poderes do Estado.
VISITEM nosso site literário : http://sites.google.com/site/dividabrasileira

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Em breve publicaremos artigos, crônicas, sínteses e entre outros, inéditos neste espaço.
professora juliane gomide

MOMENT(O) ZEN

Não se deixe perturbar pelo passado. Olhe para o futuro.
Do not regret the past. Look to the future.
in Regras de Soyen Shaku

SOCIEDADE INFANTILIZADA?

0 plenário da Câmara que aprovou nesta quarta-feira(18/2), projeto que pune o trote estudantil violento em todas as instituições de ensino superior. Os autores da proposta, deputados Flávio Dino (PCdoB-MA) e Carlos Sampaio (PSDB-SP), podem ter tido as melhores intenções, mas é uma bobagem imiscuir-se nos problemas que cabem a sociedade e aos indivíduos resolver. E até mesmo as instituições de ensino.
O projeto estabelece multas de até R$ 20 mil ao estudante que praticar o trote violento, cancelamento de sua matrícula e intima as universidades a instaurar processo disciplinar contra os seus alunos infratores, mesmo que a violência aconteça fora de suas instalações.
Ou a sociedade amadurece, cresce, vira adulta logo, ou precisaremos de deputados, como esta dupla, se metendo onde não foram chamados. Fonte: site do Jornalista Sdney Resende

"ECONOMISTAS", LULA & DILMA DIZEM QUE BRASIL ESTA BLINDADO!!!!

Economia corta mais de 100 mil empregos em janeiro
A economia brasileira fechou 101.748 postos de trabalho com carteira assinada em janeiro, marcando o terceiro mês consecutivo de cortes no mercado formal de trabalho do país, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. Já por efeito da crise, novembro mostrou corte líquido de 40,82 mil vagas, algo incomum para o mês. Dezembro apontou perda de 654,9 mil vagas, o dobro da média histórica para o período. FONTE: O GLOBO

Pensar e Repensar...

EDUCAÇÃO
Os aspectos mais críticos da Educação hoje concentram-se especialmente na faixa do ensino médio. Segundo o Censo Escolar de 2006, do Ministério da Educação (MEC), do total da população entre 15 e 17 anos (cerca de 10 milhões), 3,6 milhões matricularam-se no ensino médio, um milhão sequer havia concluído o ensino fundamental. Com a evasão, apenas 1,8 milhão se formou. Quando analisado o comportamento dos jovens de 18 a 24 anos, os dados são ainda mais desastrosos: 68% não freqüentam a escola.
temos várias opções para mudança de quadros desfavoráveis ccomo este explicitado acima, uma delas: Os países que melhoraram consideravelmente sua qualidade de ensino foram os que selecionaram e prepararam melhor seus professores, dando a eles condições e motivação para formar seus alunos de maneira completa.
Daí a importância de políticas que visem à valorização docente. Um sonho meu...Seu e nosso professores sempre.